menu
spacer
menu Home  
 
  NOTICIAS recentes

Armindo Neves não foi feliz na Baja TT ACP

fotoArmindo Neves foi um dos pilotos moto que aderiu á nova BP Ultimate Baja TT ACP que se disputou por pistas dos concelhos de Santiago do Cacém e Grândola, uma corrida organizada sob a chancela do Automóvel Clube de Portugal. Para o piloto inscrito pela Equipa LOPES & GOMES/LUSOMOTOS/SWM/MOTO GARDUNHA esta era uma “jornada caseira”, disputada na região onde agora reside e trabalha e uma excelente oportunidade para fazer quilómetros na SWM RS 500 R tendo em conta o facto de a prova ser extra-campeonato, não exigindo, por isso, uma grande preocupação em termos de resultado.

O piloto completou sem problemas os troços de sábado da prova alentejana, apesar de alguns sustos na primeira PEC devido às raízes escondidas debaixo da areia. No setor seletivo seguinte, disputado nas areias da zona de Melides - “um dos mais espetaculares de sempre que já disputei em competição” referiu - apesar de uma queda algo aparatosa que deixou a direcção da mota torta e algumas dores num ombro, já conseguiu rolar a um nível mais elevado, terminando a curta distância dos pilotos à sua frente, continuando assim a adaptação à moto da melhor maneira. No entanto, no dia seguinte, quando disputava a última especial foi, já na zona de reabastecimento, confrontado com um problema que o obrigou a abandonar.

“Quando cheguei à assistência reparámos que a mota vinha com uma fuga de óleo. Por precaução, por não termos imediatamente identificado a sua origem e porque as regras que o ACP definiu para esta prova ditavam que apenas o piloto pudesse mexer e reparar a moto com as peças que trazia consigo, algo que não sei se será o mais sensato para uma prova com estas características, optámos por parar de forma a não corrermos o risco de danificar o motor sem nenhuma necessidade. Posteriormente identificámos que era um problema simples e de fácil resolução, pois devido à vibração e ao esforço do dia anterior nos troços de areia, um dos parafusos da tampa das válvulas, desapertou ligeiramente, originando por aí a fuga. Felizmente que não foi nada de grave. As corridas são mesmo assim e ainda bem que esta prova era extracampeonato, o que deu para treinar e testar, que era exactamente o objectivo. Em Góis não estava bem e não consegui fazê-lo da maneira que gostaria. Neste momento já me sinto bastante melhor, com mais força e bastante mais motivado, por isso venha a Baja do Pinhal”. Para terminar, o piloto deixou ainda os “parabéns a todos aqueles que estiveram presentes e terminaram a prova. Um grande abraço a todos os meus colegas que venceram as suas classes e um grande obrigado à minha assistência, a todos os meus patrocinadores que me apoiam e acreditam e a todos os amigos que me dão motivação para continuar. Sem todos eles nada disto teria o mesmo sabor” concluiu.

Armindo Neves regressa às competições de 27 a 29 de março para disputar a Baja TT do Pinhal, segunda etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno e a primeira etapa do programa a contar para o Europeu de Bajas, onde o piloto também estará presente, como parte do programa de preparação para a presença no Panáfrica Rally em Setembro e para o objectivo de estar à partida do Africa Eco Race em 2022.
Ver todas »
Magazine TT

100 imagens –
Elisabete Jacinto 10 anos de camião
os nossos PARCEIROS
Aifa   Vida Boémia
Produção Audiovisual
spacer
Aifa   PMBarreiros
Serviços de Fotografia e Design de Comunicação
spacer
Aifa   R2
Agência de Comunicação e Publicidade
a sua NEWSLETTER
  © 2006 A2 comunicação. Todos os direitos reservados