menu
spacer
menu Home  
 
  NOTICIAS recentes

Pedro de Mello Breyner e Pedro Velosa no Dakar 2018

fotoEstreia portuguesa de SSV
Formação lusa integra equipa de Camelia Liparoti


Ao longo de 40 anos de Dakar os portugueses estrearam-se de automóvel em 1982 com uma equipa oficial do construtor português UMM. Mais tarde, em 1991 foi a vez de Antonio Lopes se estrear nas motos, a de camião em 1994 com Cristóvão Leitão e em 2000 Ricardo Leal dos Santos foi o primeiro português a aventurar-se de Quad.

Assim, a edição de 2018 marcará a estreia portuguesa na categoria de SSV, disciplina que se tornou autónoma em 2017. Pedro de Melo Breyner acompanhado de Pedro Velosa disputarão o próximo Dakar, que parte de Lima no Peru e termina em Córdoba na Argentina, aos comandos de um Yamaha YXZ 1000 R da equipa de Camelia Liparoti.

A piloto italiana, que por seis vezes se sagrou campeã do mundo de todo-o-terreno, na categoria Quad vai a caminho da sua 10ª participação no Dakar, mas também para ela esta será uma estreia de SSV na prova rainha do TT.

“Desde há muitos anos que sonhava em participar no Dakar. Este ano com o convite da Camelia Liparoti para integrar a sua equipa desatou-se o nó que faltava para concretizar este projeto e estou motivadíssimo, aliás como sempre nos grandes projectos em que me envolvi ao nível dos desportos motorizados”, explica Pedro de Mello Breyner.

De salientar que Pedro de Mello Breyner tem uma longa carreira desportiva em provas Nacionais e Internacionais, onde regista, em 2003, uma vitória nas 24 Horas de Fronteira, numa corrida onde teve Stéphane Peterhansel como adversário, um título de vice-campeão absoluto de TT e de T2 em 1998, duas passagens pelas míticas 24 Horas de Le Mans de 97 e 99 com um pódio em GT2 na estreia, um título europeu de protótipos no VdeV, uma longa e profícua passagem pelo Campeonato de Espanha de GT e ultimamente uma estreia fantástica com pódio em LPM2 no Estoril.

“Nesta minha primeira participação tenho como objectivo principal chegar ao fim; estou preparado para encarar esta prova com humildade e muita serenidade, pois trata-se do mais longo e duro rally TT do mundo. O maior adversário vai ser o percurso, as suas dificuldades e armadilhas ao longo dos 14 dias, mas penso que a minha grande experiência na competição, é um trunfo e sei que me vai ajudar bastante; poupar a mecânica vai ser muito importante de forma a permitir estar sempre a rolar e manter um ritmo constante. Estar integrado na equipa da Camelia Liparoti e ter o Pedro Velosa ao meu lado deixa-me muito confiante para levar o Yamaha YXZ 1000 R a Cordoba no dia 20 de janeiro”, referiu.

Pedro Velosa, que para além de três participações no Dakar regista no seu currículo um título de campeão nacional absoluto TT em 2012, conta também com dois anos de passagem pela X-Raid e diversas provas internacionais feitas como piloto de moto, por seu lado não está menos entusiasmado: “será o meu quarto Dakar, mas este terá seguramente um sabor muito especial por toda a novidade de uma estreia numa disciplina que está a ter um sucesso fantástico em Portugal. Estou certo de que vai ser uma grande aventura” contou o navegador.
Ver todas »
os nossos CLIENTES
a sua NEWSLETTER
  © 2006 A2 comunicação. Todos os direitos reservados