menu
spacer
menu Home  
 
  NOTICIAS recentes

CNTT nas pistas de Idanha e Penamacor

fotoCampeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2018
Baja TT Idanha-a-Nova
7 e 8 setembro

António Maio, Arnaldo Martins e João Monteiro lideram campeonatos


Depois de um interregno de três meses o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno ruma este fim-de-semana até terras beirãs onde se realiza a Baja TT Idanha-a-Nova. António Maio nas motos, Arnaldo Martins nos Quad e João Monteiro nos SSV lideram os respetivos campeonatos.

Com mais de uma centena de equipas inscritas onde se destacam quase sete dezenas de SSV, a Baja TT de Idanha, antepenúltima etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, promete ser uma jornada desportivamente muito animada.

Na competição moto, onde o campeão António Maio se tem imposto de forma clara, estão de regresso às competições Sebastian Bühler e Gustavo Gaudêncio, dois dos melhores pilotos da modalidade que se juntam ao consagrado Mário Patrão na luta pela vitória numa corrida onde a jovem esperança do TT nacional Martim Ventura, tendo já atingido os 18 anos, passa a dispor de uma Yamaha 250 com caraterísticas idênticas às dos seus adversários.

Na competição Quad o atual campeão nacional Arnaldo Martins, que recentemente conquistou o título mundial de Bajas, parte como favorito para uma corrida onde os jovens pilotos se têm mostrado cada vez mais aguerridos.

Mas é na competição SSV que a luta promete ser mais intensa e que tem mais de uma dezena de candidatos à vitória. Os pilotos Can-Am com João Monteiro à cabeça reúnem a maior fatia do favoritismo, mas será bom não esquecer os excelentes pilotos que correm com os Yamaha YXZ 1000R. Marco Silva, Pedro Santinho Mendes, Pedro Carvalho, Mário Franco, João Dias, David Tubarão, Vitor Santos, Ruben Faria, Francisco Guedes, Luís Portela de Morais ou Henrique Nogueira são apenas alguns dos muitos pilotos que seguramente irão disputar as primeiras posições ao segundo como tem sido habitual esta temporada.

De salientar que esta Baja TT Idanha-a-Nova é ainda pontuável para o Troféu Can-Am, Taça Yamaha e Troféu Polaris.

A prova arranca sexta-feira com um prólogo com 8 km de extensão, ao qual se segue primeiro setor seletivo de 116 km. No sábado disputa-se a segunda etapa onde os concorrentes terão de enfrentar uma única passagem com 235 km por pistas de Idanha e Penamacor.
Ver todas »
os nossos CLIENTES
a sua NEWSLETTER
  © 2006 A2 comunicação. Todos os direitos reservados