menu
spacer
menu Home  
 
  NOTICIAS recentes

Nacional de TT arranca no Gavião

foto

• Mário Patrão, Beto Borrego e Nuno Tavares defendem os títulos
• Hélder Rodrigues e Ruben Faria presentes na prova alentejana
• Competição Buggy/UTV promete muita animação


Depois de quase cinco meses de interregno, o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno está de regresso. A vila do Gavião recebe este fim-de-semana a primeira jornada desta temporada de 2014, numa corrida organizada pelo Clube Ferraria.

Duelo Patrão vs Maio. Pilotos do Dakar são outsiders
Aos comandos de uma Suzuki, o atual campeão nacional Mário Patrão surge naturalmente apostado em defender um título para o qual terá como principal adversário António Maio, em Yamaha, com quem travou um duelo na temporada passada onde apenas um segundo foi determinante na decisão do título. Luís Ferreira que, aos comandos de uma KTM, chegou a cotar-se como o mais forte candidato ao título, acabou por abdicar depois de uma queda em Proença/Oleiros e este ano optou por não disputar o campeonato.
O Raid TT da Ferraria terá, entretanto, como um dos seus vários polos de interesse, a presença, pontual em termos de CNTT, dos pilotos de fábrica dos construtores Honda e KTM, Hélder Rodrigues e Ruben Faria, ambos a competirem na classe TT2, tal como Patrão e Maio. Poucas serão as provas, por esse mundo fora, que poderão ostentar na sua lista de inscritos, pilotos desta nomeada.
Entre as novidades para esta temporada, de destacar o facto de Sebastian Buhler passar a integrar a equipa da Yamaha, disputando a classe TT1, juntamente com o atual campeão Domingos Santos e o seu mais direto adversário David Megre (KTM). Na classe TT3, o campeão Fidelino Rino (Yamaha) terá como principais adversários, Luís Teixeira, ele que foi o campeão em 2012 e que este ano integra a equipa Yamaha e os veteranos Pedro Afonso e Fausto Mota ambos em KTM.

Beto Borrego é favorito entre os Quads
Crónico vencedor na competição destinada aos Quad, Beto Borrego, o atual campeão, continua a ser o grande favorito. De salientar que, nesta disciplina, estão ausentes, nesta prova de abertura, o atual vice-campeão André Mendes, bem com Ruben Alexandre ou André Carita, piloto que triunfou na Baja 500 Portalegre. A grande novidade é o regresso do antigo campeão Ricardo Carvalho, a quem Beto Borrego sucedeu, em 2011, na equipa Yamaha. Outros nomes a ter em linha de conta para 2014, são os dos pilotos Rui Cascalho, Rafael Acúrcio e Luís Engeitado, o campeão Stock 2013.


Buggy/UTV prometem espetáculo
Para os Buggy & UTV, a mais jovem disciplina da modalidade, esta será a sua quinta temporada e se dúvidas ainda subsistissem de que está plena de pujança e fortemente competitiva, a lista de inscritos da prova organizada pelo Clube Ferraria é bem esclarecedora. São perto de três dezenas os inscritos, quando em 2013 quase nunca se atingiu a vintena e são inúmeras as novidades. O grande destaque vai – e isso já era naturalmente previsível – para a enorme proliferação dos novos Polaris RZR 1000, cujas primeiras unidades começaram a competir em finais do ano passado.
Todavia e ao contrário do que aconteceu na passagem do RZR 800 para o RZR 900, onde de um ano para o outro os primeiros desapareceram totalmente de cena, esta transição para o RZR 1000 promete ser mais progressiva. Em boa parte pela dificuldade administrativa na legalização das novas máquinas, mas também porque há quem entenda que é necessário um maior desenvolvimento até que o Polaris 1000 esteja simultaneamente competitivo e fiável. A primeira jornada do campeonato irá por certo ser esclarecedora ou não a esse respeito. Certo é que já estão perto de uma dúzia de Polaris 1000 em Portugal mas apenas metade deles irão apresentar-se no Raid TT da Ferraria.
O campeão Nuno Tavares é um dos pilotos que ainda irá utilizar o RZR 900 tal como João Dias, sendo que ambos são fortes candidatos ao título. Já João Lopes, o campeão 2012, é dos que aposta no novo modelo, tal como os dois irmãos espanhóis Viñaras, sendo que Roberto foi o vice-campeão de Portugal em 2013, Vítor Santos (que tal como João Lopes foi campeão nos Quad), Carlos Esteves e Carlos Miranda. De regresso ao Campeonato está Jorge Monteiro, o primeiro campeão da disciplina, que apesar de já ter o seu Polaris RZR 1000, irá competir, por agora, com o CanAm Maverick que estreou na Baja 500 Portalegre.
Outra grande novidade para 2014 tem a ver com a existência de campeonato separados para UTV e Buggys para além do campeonato absoluto. O franco crescimento, em qualidade e quantidade destes últimos, assim o justificou. Também aqui há muitas novidades, imediatas e futuras. Para já são novas as máquinas que vão apresentar António Estevão e o regressado Pedro Mendes, bem como o Rage Comet do piloto português radicado em Moçambique, Pedro Perino, que se juntam ao M-Trux Baja Proto de João Matias e ao cada vez mais consistente Rage Sport de António Ferreira.
Nos UTV e para além da grande maioria de pilotos que irá competir com o amaricano Polaris teremos, nesta prova de abertura da temporada e para além do já citado CanAm de Jorge Monteira, o Rage Nytro que vai ser utilizado apenas nesta prova pelo actual representante do construtor inglês em Portugal, Bruno Martins ele que irá utilizar a partir do Vinhos Ervideira um buggy Rage Comet, igual ao de Pedro Perino. A estes juntam-se ainda os Articat de Pedro Antunes e Pedro Baiona.
Como se pode verificar pelo que acabámos de enumerar são tantos os argumentos a confirmar o crescendo desta disciplina que até dá para perder o folego. A prova da Ferraria promete e o campeonato também. Prognósticos para vencedores são mesmo muito complicados, já que para isso não chegam os dedos de uma mão.
A nível regulamentar, uma novidade significativa prende-se com a utilização obrigatória de um sistema GPS de localização, que permite saber o posicionamento de cada piloto no percurso, e inclusive comunicar com ele em caso de paragem. Este sistema otimiza a segurança nas provas, pois em caso de acidente possibilita uma deslocação de meios de apoio mais rápida e eficaz.
Quanto ao Raid TT da Ferraria em si, compreende um troço de quarenta quilómetros no sábado e uma dupla passagem por um percurso com 80 km no Domingo.

Outras informações sobre a prova em www.clubeferraria.pt

« Voltar
os nossos CLIENTES
a sua NEWSLETTER
  © 2006 A2 comunicação. Todos os direitos reservados