menu
spacer
menu Home  
 
  NOTICIAS recentes

Ricardo Leal dos Santos com nota positiva

foto
Chegou esta tarde ao fim a 20ª edição do Rali Vodafone Transibérico, a prova portuguesa pontuável para a Taça do Mundo de Todo o Terreno, que trouxe até Portugal os melhores pilotos mundiais da modalidade e onde Ricardo Leal dos Santos provou, uma vez mais, ser um piloto de primeira linha. Apesar de cumprir a Solo esta dura competição, o piloto do Cetelem Desert Team imprimiu sempre um excelente andamento figurando, muitas vezes, entre os primeiros da tabela classificativa. Infelizmente, diversos problemas mecânicos, que foram surgindo ao longo de uma competição duríssima, não lhe permitiram terminar dentro do ambicionado Top 10.
“Chegar ao Estoril significou a concretização de mais um desafio. Este ano a prova foi disputada em condições extremas. Pela minha parte senti-me bem e imprimi sempre um andamento forte. Gostei imenso da etapa de hoje, que utilizou pistas em Beja, que desconhecia por completo. Tive a infelicidade de ter problemas com a transmissão da parte da manhã e de furar a dez quilómetros do final da corrida. Foi um duro teste para quem vai sozinho e só anseia pela linha de chegada. Confirmei a mais valia que foi a aquisição desta nova máquina, embora esteja consciente de que as suas características estão mais talhadas para as provas africanas”, salienta o piloto.
 
Classificação final
1º Carlos Sainz/ Michel Perin (Volkswagen Race Touareg), em 13h33m41s; 2º Joan Roma/Lucas (Mitsubishi Evo), a 7m43s; 3º Carlos Sousa/ Andreas Schulz (Volkswagen Race Touareg), a 15m40s; 4º Luc Alphand/ Gilles Picard (Mitsubishi Evo), a 17m29s; 5º Filipe Campos/ Jaime Baptista (Proto Dessoude), a 54m16s; 6º Helder Oliveira/ José Marques (Toyota Land Cruiser), a 1m40m11s... 14º Ricardo Leal dos Santos (Mitsubishi Pajero), a 3h01m56s
« Voltar
os nossos CLIENTES
a sua NEWSLETTER
  © 2006 A2 comunicação. Todos os direitos reservados