menu
spacer
menu Home  
 
  NOTICIAS recentes

Elisabete Jacinto vence etapa por 1 segundo

foto

Na 2ª etapa do Shamrock 2009
Dia marcado por acidente fatal com viatura da organização

Com a 2ª etapa do Shamrock 2009 enlutada por um acidente fatal com uma viatura da organização, na estrada que fazia a ligação entre Zagora e o início do sector selectivo, Elisabete Jacinto assinalou, no plano desportivo, mais uma vitória, ao triunfar entre os camiões, gastando menos um segundo que o Tatra pilotado pelo checo Tomas Tomacek. A estreia competitiva do novo MAN TGS do Team Oleoban/MAN Portugal, que ontem ficara ensombrada por um problema ao nível de electrónica, regista agora esta excelente performance.

“Estou felicíssima. Apesar da enorme dureza do percurso, com muitas valas – algumas bem perigoas que não estavam assinaladas – e muita pedra, andámos muito depressa e a suspensão do nosso MAN TGS comportou-se muito bem”, refere Elisabete Jacinto que acrescenta: “Só depois de ter terminado a etapa é que percebi que tinha ganho. Com o problema de ontem, que apenas ficou resolvido de madrugada, fomos dos últimos a partir. Ultrapassei muitos carros e os camiões todos, menos o do Tomecek. Perdi algum tempo nas ultrapassagens, mas nada de significativo. Acho que estamos no bom caminho e vamos ter uma luta bem interessante com o Tatra ao longo este rali”.

Classificação da 2ª etapa
Auto: 1º Peterhansel/Cottret (BMW), 1h41m13s; 2º Novitsky/Schulz (BMW), a 6m27s; 3º Lhetier/Lurquin (Schlesser), a 22m02s.
Camião: 1º E.Jacinto/Velhinho/Cochinho (MAN), 2h27m47s; 2º Tomecek/Moraveck (Tatra), a 1s; 3º Kovacs/Czegledi/Toth (Scania), a 18m54s.

A etapa de amanhã designa-se por “A Miragem do Lago Iriki” e corresponde ao dia em que o rali tem uma cor areia bastante bonita. A especial começa com 35 km de pistas ao longo das quais se encontram algumas zonas de ‘fesh-fesh’. Depois é preciso alguma bravura para enfrentar, entre as grandes dunas do Erg Cheggaga, os 35 quilómetros que se seguem. Fora de pista junto ao lago Iriki e pistas arenosas para o regresso ao Oásis Sacrée. Navegação complicada no regresso a M'Hamid: a pista é rolante junto ao Erg mas muda muitas vezes de direcção, sendo intercalada por pequenas dunas. Um traçado magnífico, que cruza paisagens sumptuosas, mas promete ser uma etapa longa e fisicamente.

« Voltar
os nossos CLIENTES
a sua NEWSLETTER
  © 2006 A2 comunicação. Todos os direitos reservados