menu
menu Home  
 
  NOTICIAS recentes

Ana Galvão e Nuno Markl apostam na criopreservação

foto

Com o serviço de criopreservação Cytothera, o casal acredita que o futuro da famíla estará mais seguro
 
A apresentadora de televisão Ana Galvão e o humorista Nuno Markl são os mais recentes utilizadores da Cytothera. O casal optou pelo inovador serviço da empresa do grupo Medinfar, o Cytothera Plus, para fazer a criopreservação das células estaminais do seu primeiro filho.

Tendo em conta a singularidade do processo Cytothera Plus, que oferece um serviço único ao criopreservar, para além das células do sangue, as do tecido do cordão umbilical, Ana Galvão não hesita em afirmar o porquê desta sua escolha: “em Junho nasce o ser humano que mais iremos amar, e qualquer hipótese de solucionar alguma situação de saúde complicada que o envolva é o mais importante para nós, como pais. E é essa a grande importância em aderir ao fascinante mundo da preservação das células estaminais do sangue e as do próprio cordão umbilical na Cytothera”.

Nuno Markl reforça ainda a ideia da relevância que este tipo de serviço assume nos dias de hoje: “ainda há quem pense que este procedimento é um luxo supérfluo saído de uma história de ficção científica, mas está provado que é uma necessidade cada vez mais essencial. Não só pelo futuro do Pedro, mas por essa coisa quase milagrosa que é a ideia de que ele possa, por via das suas células estaminais, salvar a vida não só dele próprio, mas dos seus familiares directos. É um passo de gigante na ciência e um dos mais certeiros investimentos que alguém pode fazer”.

O casal será utilizador do Cytothera Plus formado pelo serviço Baby, que preserva as células do sangue do cordão umbilical, e pelo Cord. É neste último que reside a originalidade deste novo processo da empresa do grupo Medinfar. Isto porque, o método permite recolher, processar e criopreservar células estaminais obtidas a partir da matriz do cordão.

Até hoje, a criopreservação fazia-se unicamente ao nível do sangue do cordão umbilical o que permitia guardar as células estaminais para mais tarde serem aproveitadas em tratamentos de doenças do sangue, como por exemplo leucemias ou anemias. Mas, com o serviço Cytothera Cord as opções passam a ser mais vastas.

Com esta novidade, é possível desenvolver terapêuticas com células estaminais que apenas com o sangue não eram ainda efectivas. Assim, são cada vez mais reais os tratamentos ao nível da regeneração óssea, de cartilagem, de tendões, de músculo, incluindo músculo cardíaco, entre muitos outros.

Baseada nas mais recentes tecnologias de processamento e armazenamento de células estaminais, a Cytothera é actualmente o único laboratório em Portugal e na Europa capaz de oferecer não só o serviço de criopreservação do sangue como do próprio cordão umbilical.

« Voltar
os nossos CLIENTES
a sua NEWSLETTER
  © 2006 A2 comunicação. Todos os direitos reservados